Notícias da SSPÚltimo Segundo

“Tudo isso atrapalha”, afirma secretário Rodney sobre grande número de Fake News que circulam sobre buscas por Lázaro Barbosa

Ouvir o texto deste post Parar ou pausar Continuar

Operação, que segue na região de Cocalzinho de Goiás, muitas vezes sofre interferências por conta de notícias falsas. “Às vezes deixamos de atender mais rapidamente uma informação procedente, para atender uma que não tem relevância”, pontua.

A força-tarefa destinada à captura de Lázaro Barbosa Sousa, de 32 anos, segue nesta quinta-feira (17/06), na região de Cocalzinho de Goiás. Mais de 200 policiais estão envolvidos, 24 horas por dia, na operação comandada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-GO). Também participam equipes do DF e das policiais Rodoviária Federal e Federal. O chefe da pasta, Rodney Miranda, falou durante coletiva de imprensa sobre o combate que tem sido feito pelas equipes, que frequentemente precisam lidar com Fake News.

Segundo o titular da SSP-GO, essas situações têm provocado, muitas vezes, interferências na operação. “É um problema sim. Não só essa fake news [de que Lázaro estaria em um cemitério], como outra de que ele já havia sido baleado, que já estava morto. Tudo isso atrapalha, porque não só a nossa Inteligência, como as unidades de operação, tem que checar. Às vezes a gente deixa de atender mais rapidamente uma informação procedente, para atender uma que não tem relevância”, ressaltou.

O secretário anunciou o reforço da força-tarefa, que deve contar agora com 20 policiais da Força Nacional de Segurança Pública. Os militares devem chegar ainda nesta quinta-feira, ao posto de comando da operação, instalado no Distrito de Girassol. “O Ministro Anderson Torres me ligou ontem oferecendo 20 policiais da Força Nacional, que estão chegando para ajudar. Estamos robustecendo cada vez mais a nossa ação. Logicamente que toda ajuda profissional é bem vinda”, disse.

Buscas

Rodney Miranda explicou que as equipes receberam duas novas informações nas últimas horas, que estão sendo analisadas. “Duas pessoas avistaram ele. Já estivemos nos dois locais e as informações são muito boas. A nossa inteligência está fazendo outros filtros pra ver se realmente confere. Mas, independente disso, nossa equipe de operação está toda na rua, literalmente caçando esse sujeito. Vamos ver se a gente tem sucesso em encontrar esse indivíduo e tirar ele daqui”, pontuou.

O titular da Segurança Pública de Goiás destacou o importante papel da tecnologia, que tem sido aliada das forças policiais durante as buscas. “Nós estamos utilizando os drones para tentar visualizar algum movimento dele. A gente tem informação que ele se movimenta à noite. Então esses drones podem captar em algum ponto aberto dessa mata, que é muito difícil de visualizar, até de helicóptero”, afirmou.

De acordo com o secretário, as equipes de Inteligência identificaram um padrão, na atuação do suspeito, que está sendo analisado. “Temos informações de que esse modus operandi [forma de atuação] dele já se repetiu alguns anos atrás na Bahia e ele ficou 15 dias no meio do mato, sem comida e sem água”, disse. “Nós estamos acreditando que ele está mantendo o padrão, mas está cada dia mais desgastado e cometendo erros, e é nesses erros que nós vamos pegar ele”, completou.

Rodney Miranda voltou a dizer que o foco da força-tarefa é impedir que o suspeito, considerado de alta periculosidade, faça novas vítimas. “Ele não vai se entregar, conhece a região como ninguém, principalmente as grotas, e tem um poder de mobilidade muito grande. Nós estamos lidando com um psicopata, uma pessoa que, se puder, vai ter reféns e vai matar. Então a nossa intenção é não deixar ele fazer mais vítimas”, enfatizou.

O chefe da SSP-GO elogiou o empenho das equipes, que têm demonstrado verdadeiro exemplo de dedicação. “Todo mundo motivado, aguerrido. Já tentei fazer algumas substituições, para dar uma descansada na equipe, mas todos se recusam a ir. Querem ficar aqui até o desfecho”, declarou. O secretário também aproveitou a oportunidade para agradecer o apoio da Prefeitura de Cocalzinho e da população. “A comunidade tem trazido alimento, água, carinho, conforto e oração. Isso nos torna ainda mais fortes nessa luta”, concluiu.

Parceria Goiás-DF

Ainda durante a coletiva de imprensa, o titular da pasta reforçou a parceria entre Goiás e DF, que trabalham de forma integrada para conseguir capturar o indivíduo. “Nós estamos imbuídos no mesmo propósito, em resolver esse problema, que é complexo, grave, de difícil resolução, mas que nós estamos avançando cada dia mais”, esclareceu. “Desde que Goiás assumiu esse trabalho, a SSPDF e as policias do DF estão aqui dedicadas na captura desse criminoso. O DF confia plenamente nessa coordenação”, afirmou o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Júlio Danilo, que esteve no local das buscas na manhã de hoje.

Lázaro Barbosa Sousa é suspeito de cometer um quádruplo latrocínio em Ceilândia, no DF, além dos crimes em Goiás. Nos últimos dias, o indivíduo invadiu propriedades rurais da região do entorno, fez três pessoas reféns e baleou outras quatro, entre elas, um policial militar. O PM, que foi atingido de raspão, chegou a ser levado ao Hospital de Urgências de Anápolis (Huana), mas já está em casa. O indivíduo já possui uma condenação por homicídio, no Estado da Bahia e é também procurado no DF e em Goiás por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.

Secretaria de Estado da Segurança Pública – Governo de Goiás

Botão Voltar ao topo
Pular para o conteúdo

AdBlock detectado!

Nosso site exibe alguns serviços importante para você usuário, por favor, desative o seu AdBlock para podermos continuar e oferecer um serviço de qualidade!