Polícia prende suspeito de integrar associação criminosa responsável por golpes à famílias de médicos e dentistas

Ação realizada pela DERCC contou com o auxílio dos policiais civis da 11ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia

A equipe da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) prendeu, na manhã desta quarta-feira (20/5), um dos suspeitos de estar envolvido em estelionatos que, nos últimos dias, vitimaram diversas famílias de médicos e dentistas. O indivíduo, de 34 anos, teria aplicado golpes por aplicativo de mensagens onde se passava por médicos ou dentistas parente das vítimas e pediam que fossem feitas transferências bancárias. As famílias chegaram a ter prejuízo financeiro entre R$ 20 mil e R$ 50 mil.

A investigação, realizada em Senador Canedo e que contou com o auxílio dos policiais civis da 11ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia, durou cerca de duas semanas. De acordo com a polícia, o suspeito presos e outros que ainda estão sendo investigados, utilizaram diversos números de celular com fotos de médicos e dentistas em seus perfis. Após isso, o contato com os familiares desses profissionais era feito e o depósito em dinheiro, solicitado.

O indiciado possui extensa ficha criminal, sendo condenado pelo crime de roubo. Ele cumpria em regime aberto com uso de tornozeleira eletrônica. Agora, será recolhido ao Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, onde seguirá à disposição do Poder Judiciário.

Já os demais identificados na investigação policial, que “alugaram” suas contas bancárias para consumação dos depósitos ilegais, serão indiciados, assim como o suspeito preso desta quarta-feira, pelos crimes de estelionato e associação criminosa. Se condenados, os envolvidos podem pegar até 8 anos de reclusão. O resultado final da investigação, com a conclusão dos inquéritos policiais, deve ser apresentado nos próximos dias.

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: