Polícia Civil prende suspeito de praticar golpes utilizando dados de servidores públicos

As investigações duraram dois meses e apuraram que as fraudes eram praticadas contra, pelo menos, oito servidores públicos federais lotados nos Estados de Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal

A Polícia Civil de Goiás (PCGO), por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (GREF) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), prendeu na última semana um homem suspeito de praticar de diversos golpes com a utilização de dados de servidores públicos federais. Além da prisão, a operação cumpriu de mandados de busca e apreensão na casa do indivíduo.

As investigações, que tiveram início há aproximadamente dois meses, foram desencadeadas a partir do relato de alguns professores da Universidade Federal de Goiás (UFG). Eles noticiaram às autoridades que seus dados haviam sido utilizados indevidamente para a abertura de contas bancárias, contratação de empréstimos, realização de compras e até mesmo a portabilidade de seus salários para essas contas fraudulentas.

O suspeito, segundo a polícia, morava na cidade de Valparaíso de Goiás, entorno do Distrito Federal. Durantes as buscas, foram apreendidos diversos documentos comprobatórios da suspeita dos investigadores, além de outros que comprovam a envolvimento do suspeito em fraudes praticadas contra, pelo menos, mais oito servidores públicos federais lotados nos Estados de Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal.

A suspeita é de que o investigado obtinha os dados dos servidores a partir do acesso a informações do Sistema de Gestão de Pessoas (SIGEP) do Executivo Federal, o que ainda esta sendo investigado. As diligências continuam a fim de encontrar outras vítimas e a polícia trabalha para identificar e prender outros eventuais integrantes do grupo criminoso.

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: