Polícia Civil prende duas pessoas suspeitas de vender medicamentos vencidos em Goiânia

Ação foi realizada pela Decon nesta terça-feira (13/5)

Durante uma ação realizada em Goiânia nesta terça-feira (13/5), a Vigilância Sanitária e a Polícia Civil de Goiás (PCGO), por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), flagrou medicamentos vencidos e adulterados em uma farmácia na capital. Duas pessoas foram presas.

De acordo com os policiais civis, que estiveram com fiscais da Vigilância Sanitária no estabelecimento, no setor Leste Vila Nova, além de medicamentos vencidos, os investigadores identificaram remédios controlados sem origem e outros que tiveram as embalagens adulteradas. O anúncio na embalagem com a expressão “amostra grátis” era apagado para que o produto pudesse ser vendidos).

Alguns dos medicamentos adulterados valiam mais de R$ 3 mil cada, e eram utilizados para tratar doenças graves, como esclerose múltipla. Em um laboratório anexo à farmácia, também foram apreendidos insumos farmacêuticos com data de validade expirada.

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: