Polícia Civil prende dois suspeitos de saque de R$ 150 mil usando dados bancários furtados

Dupla já havia sacado o mesmo valor em outro banco

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), prendeu na tarde desta quarta-feira (05/06), em Goiânia, dois suspeitos de terem sacado R$ 150 mil utilizando dados bancários furtados. Ricardo Lázaro Cardoso, de 44 anos, e Cristiane Bruno Aredes de Morais, de 43, foram detidos quando tentavam sacar o mesmo valor em outro banco.

De acordo com as investigações, a dupla colocava um equipamento em cabos de internet de caixas eletrônicos para acessar as contas de clientes bancários. “Eles foram até uma agência de Minas Gerais e instalaram o equipamento. Desta forma, fizeram uma filtragem das melhores contas e aplicaram o golpe”, explicou o delegado Cássio Arantes do Nascimento.

Após ser detida, Cristiane confessou ter participado do esquema e que receberia 5% do montante. Ela contou que precisava de dinheiro e entrou em contato Ricardo ao ver um anúncio na internet onde o homem oferecia dinheiro rápido e fácil.

Para a Polícia Civil, Ricardo – que mora em Brasília -, era responsável por aliciar pessoas para fazerem os saques. Os policiais chegaram até os suspeitos após uma agência bancária informar ao Grupo de Investigação de Estelionato e Outras Fraudes (GREF) que Cristiane estava no local e tentava se passar por uma cliente para realizar o saque. Ela estava acompanhada por Ricardo.

Com a dupla, foram encontrados diversos cartões com nomes falsos e dados furtados de outros clientes. Para a polícia, os suspeitos já devem ter praticado o mesmo crime em outras ocasiões e tentariam fazer novas vítimas em Goiânia.

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: