Dia das Crianças: Pesquisa do Procon Goiás aponta grande variação nos preços de brinquedos

Variação de preços de uma boneca chega a 213%. 

De acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o cenário de pandemia da Covid-19 não deve atrapalhar o Dia das Crianças deste ano. Conforme divulgado, 72% dos consumidores entrevistados na pesquisa devem ir às compras. Considerada a quarta melhor data do ano para o comércio, o Dia das Crianças deve movimentar aproximadamente R$ 10,87 bilhões.

Para auxiliar os consumidores que vão às compras, o Procon Goiás, superintendência integrada à Secretaria de Segurança Pública do Estado, divulgou nesta quarta-feira (7/10) um levantamento de preços com 76 (setenta e seis) itens sugestivos para presentes como bonecas, patinetes, jogos, bicicletas, massinha de modelar, pesquisados em 10 (dez) estabelecimentos comerciais, de forma a atender diferentes tipos de gostos e bolsos, bem como fornecer orientações para uma compra segura e sem dor de cabeça no pós-venda.

A principal recomendação é buscar por presentes que além de atendam ao gosto da criança, mas que também esteja adequado ao bolso do consumidor que vai presentear.

Variação de preços de produtos idênticos chega a 213%

A maior variação foi encontrada na Boneca Polly – Casa de Férias da marca Mattel. O menor preço foi de R$ 149,99 e o maior R$ 469,99 – variação de 213,35%.

Como os preços são livres, muitos fornecedores apostam justamente naqueles consumidores que vão fazer as compras às pressas, sem pesquisar e compram na primeira loja, o que pode representar prejuízo ao consumidor.

Veja outras variações:

    MENOR MAIOR  
PRODUTOS MARCA PREÇO PREÇO VARIAÇÃO
    %
Boneca Polly – Casa de Férias Mattel 149,99 469,99 213,35
Boneca Baby Alive – Linda Sereira 99,99 269,87 169,90
Boneca Barbie Fashionista Mattel 44,90 114,99 156,10
Boneco Homem Aranha Hasbro 59,99 126,66 111,14
Massinha Conj Dentista – Play Doh Hasbro 79,99 168,00 110,03
Hot Wheels – Arque Tubarão Mattel 179,99 365,92 103,30
Bicicleta ARO 16 Marcas Diversas 419,90 749,99 78,61
Jogo MONOPOLY – Tradicional Hasbro 89,99 156,45 73,85
Jogo de Cartas – UNO Copag 14,99 24,99 66,71
Patinete feminino Marcas Diversas 199,99 329,99 65,00
Jogo WAR – Edição Especial Grow 179,99 241,00 33,90
Jogo TWISTER Hasbro 129,99 169,99 30,77
Jogo Banco Imobiliário – Tradicional Estrela 119,90 155,00 29,27

Aumento médio anual registrado foi de 8,78%

Considerando os preços médios que figuraram em ambos levantamentos de preços (2019 e 2020), foi apurado um aumento médio anual de 8,78%.

Veja abaixo alguns dos principais aumentos/reduções individuais:

    PREÇO PREÇO  
PRODUTOS MARCA MÉDIO MÉDIO VARIAÇÃO
    2019 2020 %
Hot Wheels coleção (minicarros) 05 Mattel 47,99 66,78 39,16
Jogo Imagem e Ação – No limite II Grow 95,59 132,99 39,13
Boneca Polly Básica – Sortimento Mattel 16,83 20,82 23,71
Jogo War – Edição Especial Grow 164,74 201,38 22,24
Jogo Monopoly tradicional Hasbro 104,66 125,90 20,30
Massinha Conj Dentista – Play Doh Hasbro 113,29 135,89 19,95
Jogo Perfil Junior – 2 Grow 85,99 92,99 8,14
Boneca Baby Alive – Linda Sereia 233,00 173,97 -25,33
Nerf Elite – Disruptor Hasbro 157,76 132,77 -15,84

Dicas importantes na hora da compra do presente

  • Atenção aos itens de segurança do brinquedo

Após escolhido o presente, além de verificar a procedência do produto, esteja atento se ele possui o selo do Inmetro, bem como a faixa de idade indicada para a criança. Esses cuidados devem ser observados, pois garantem a segurança da criança e indicam que o produto foi fabricado e está sendo comercializado de acordo com as normas técnicas de segurança.

  • Evite produtos do mercado informal

Adquirir produtos do mercado formal é muito importante não apenas para garantir a saúde e segurança do consumidor, como também para resguardar seus direitos, caso haja algum problema com o presente. Produtos comercializados em mercado popular e ambulantes, de maneira “informal”, apesar de serem geralmente mais baratos, podem trazer sérios problemas às crianças.

  • Teste do produto e verificação de peças pode evitar transtornos

Se para um adulto, adquirir um produto que não funciona adequadamente já é um transtorno, imagina a reação de uma criança ao receber um brinquedo sem poder utilizar? Portanto, sempre que possível, verifique se não estão faltando peças e, inclusive, o funcionamento do brinquedo. Caso não seja possível o teste, converse com o vendedor sobre a possibilidade de troca caso o mesmo apresente problemas. Se a opção for acordada, deverá ser cumprida. Caso não sejam tomadas essas precauções, chegando em casa se for constatado problema, o produto deverá ser encaminhado à assistência técnica para reparo.

  • Produtos importados obedecem às mesmas regras dos nacionais

As regras aplicadas aos produtos nacionais, também valem para os importados. Neste caso, o manual deve trazer em português e, em linguagem clara e precisa, todas as informações sobre o produto, regra de montagem, modo de usar, bem como a identificação do fabricante ou importador e o respectivo CNPJ. Caso seja preciso buscar auxílio nos órgãos de defesa do consumidor, esses dados serão necessários para abertura da reclamação.

Para acessar a planilha de preços, clique aqui

Para acessar o relatório da pesquisa, clique aqui

Assessoria de Comunicação – Procon Goiás 

Compartilhar:
Pular para o conteúdo