Operação da Polícia Civil apreende 1,7 mil peças de vestuário falsificadas, em Goiânia

Um homem foi preso na ação

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), deflagrou uma operação que resultou na apreensão de cerca de 1,7 mil peças de vestuário e acessórios falsificados, em Goiânia. Os produtos foram encontrados em um galpão no Residencial Carla Cristina. Um homem suspeito pela falsificação foi identificado.

As investigações tiveram início há cerca de três meses e o local já estava sendo monitorado. Após as investigações apontarem a suspeita, a Decon pediu um mandado de busca e apreensão, que foi concedido pela Justiça.

O responsável pelo depósito foi preso e autuado em flagrante por vender, ter em depósito para vender ou expor à venda ou, de qualquer forma, entregar matéria-prima ou mercadoria em condições impróprias para o consumo, conforme previsto no Art. 7º, inciso IX, da Lei nº 8.137/90. A pena varia de dois a cinco anos de detenção ou multa. De acordo com o delegado responsável pelo caso, por já possuir passagem por esse tipo de crime, o homem não terá direito a fiança.

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: