Operação conjunta prende 41 membros de organização criminosa, em Goiás

Quadrilha atuava com o tráfico de drogas e armas, além de roubos de cargas e homicídios

Uma operação conjunta entre as polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal, com a participação da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), resultou na prisão de 41 suspeitos de envolvimento em uma associação criminosa suspeita de atuar no tráfico de drogas e armas, em Goiás. As investigações apontam que o grupo também tem envolvimento em roubos de cargas e homicídios. A ação foi deflagrada nesta quinta-feira (22/08).

Quatro armas de fogo foram apreendidas. Além disso, foram cumpridos 50 mandados de busca e apreensão. A operação mobilizou cerca de 300 policiais em Goiânia, Anápolis, Itaberaí e Itauçu, entre outros municípios do interior.

Mais de 100 agentes penitenciários participaram da ação, uma vez que parte do esquema era coordenada por detentos. Um helicóptero do Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAer) da PM deu suporte à operação.

De acordo com as investigações da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), o grupo era ligado a uma facção criminosa que atua em vários estados do País. “As forças policiais têm atuado de forma integrada e isso é altamente positivo para a desarticulação de quadrilhas que atuam nas mais diversas modalidades criminais. A operação de hoje reflete a política de integração, inteligência e integridade que temos implantado no Estado”, afirma o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda.

Aviso de pauta:
Nesta sexta-feira (23/08), o secretário Rodney Miranda e os comandantes das forças policiais apresentam o balanço final da operação e os presos. A coletiva de imprensa será realizada às 10 horas, no auditório da SSP, localizada à Rua 17, nº 346, no Setor Aeroviário.

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: