Justiça autoriza Polícia Civil utilizar aeronave apreendida

Na época em que ocorreu a operação, a equipe da Denarc apreendeu junto com o avião, R$ 600 mil em dinheiro, carros de luxo, armas de fogo e grande quantidade de drogas avaliada em R$ 175 milhões

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) recebeu autorização do Poder Judiciário nesta quinta-feira (09/07) para uso de uma das aeronaves apreendida no bojo da Operação Puro Sangue, deflagrada, em agosto do ano passado, pela Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc). Com a autorização, a PC poderá, também, compartilhar a Baron B-58 com o Corpo de Bombeiros.

De acordo com as autoridades, a aeronave servirá, além do combate ao crime organizado, também para salvar vidas. Estiveram presentes, no ato de assinatura do termo de uso do bem apreendido, a juíza, o Delegado-Geral da Polícia Civil Odair José Soares, o titular da Denarc Fernando Lima Gama, o Cel. Lemos , Comandante Geral do Corpo de Bombeiros, Ten. Cel. Alberto, chefe do serviço aéreo da corporação e outras autoridades.

Operação

A aeronave foi apreendida durante a operação que desarticulou uma grande organização criminosa, suspeita de atuar há anos em Goiás no tráfico de cocaína pura, além de ser utilizada pelos criminosos para operar o tráfico. Na época, o avião foi apreendido em Rio Verde, sudoeste do Estado, e as investigações duraram dois anos.

Na operação, a equipe da Denarc apreendeu R$ 600.000,00 em dinheiro, carros de luxo, armas de fogo e grande quantidade de drogas avaliada em R$ 175 milhões em valores atualizados.

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: