Interditados seis estabelecimentos comerciais por crimes ambientais na região da Vila Canaã

Um veículo e carcaças de automóveis também foram apreendidos. Quase 400 pessoas foram abordadas

Seis estabelecimentos comerciais que funcionavam com irregularidades foram interditados nesta terça-feira (11/06), na região da Vila Canaã, em Goiânia. Descarte de materiais poluentes e problemas com licenciamento foram as principais ilegalidades encontradas. A fiscalização foi realizada durante a terceira etapa da Operação Integrare Exxon.

A operação foi realizada de forma integrada entre Comando de Policiamento Ambiental (CPA) da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo, entre outros órgãos.

Um dos principais objetivos da ação foi identificar estabelecimentos que cometem crimes contra o meio ambiente. “É uma ação conjunta entre forças policiais do Estado e órgãos do município. Encontramos diversas irregularidades e tomamos as providências necessárias para solucioná-las”, afirma o comandante de Policiamento da Capital, tenente-coronel Francisco Jubé.

No total, 11 estabelecimentos foram fiscalizados. A operação também resultou na abordagem de 396 pessoas e de 115 veículos. Foram lavrados 48 Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCOs). As forças policiais apreenderam, ainda, um veículo e sete carcaças de automóveis. Dez autos de infração também foram lavrados, bem como 48 notificações. Os oito estabelecimentos comerciais interditados na segunda etapa da operação tiveram suas interdições mantidas. Além de fiscalizar crimes contra o meio ambiente, a operação também contribuiu no combate ao roubo, furtos e receptação de veículos, uma vez que também foram apuradas possíveis ocorrências de comércio ilegal de peças automotivas na região.

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: