Integração entre as polícias Civil e Militar resulta na prisão de homicida menos de 24 horas após o crime

Autor teria cometido o crime para ser “batizado” por uma facção criminosa

Em mais uma rápida resposta contra o crime, as polícias Civil e Militar prenderam Carlos Vinícius Lima da Silva, de 18 anos, pelo homicídio de Diego Silva Nascimento, de 31 anos. O crime foi cometido nesta quarta-feira (16/10), na Vila Mutirão, em Goiânia, e a prisão foi efetuada em menos de 24 horas.

Carlos Vinícius alegou que cometeu o assassinato por ter sido ameaçado pela vítima. No entanto, as investigações da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) apontam que ele matou Diego simplesmente para ser “batizado” em uma facção criminosa. “A vítima era usuária de drogas, mas não possuía nenhuma passagem pela polícia. O autor do homicídio, por sua vez, possui diversos registros de atos infracionais de quando ainda era menor de idade”, explicou a delegada Marcella Orçai.

A polícia teve acesso a imagens de câmeras de segurança que mostram o momento exato do crime. Por meio delas, a polícia constatou que a versão apresentada pelo criminoso não procede, uma vez que a vítima foi pega de surpresa pelo atirador, que passou por ela antes do crime e só depois retornou com a arma.

Segundo o tenente-coronel Alessandro Arantes, a prisão foi possível graças ao trabalho integrado entre as forças policiais. “Desde o primeiro momento após o crime, começamos a compartilhar informações. Foi uma operação feita por meio de parceria do início até o fim. O resultado é que conseguimos prender o autor com muita rapidez”, disse.

As forças policiais goianas têm apresentado respostas cada vez mais rápidas contra o crime. Na segunda-feira (14), também em menos de 24 horas, a Polícia Militar pendeu seis pessoas por envolvimento na morte de um motorista de aplicativo, em Goiânia. Uma menor de idade também foi apreendida.

Queda na violência na capital
De janeiro a setembro de 2019, o número de homicídios em Goiânia apresentou queda de 32,74%. O resultado é fruto do trabalho das forças policiais que, por determinação do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Segurança Pública, estão atuando com base nos eixos de integração, inteligência e integridade. Diversas operações para reduzir ainda mais este tipo de crime estão sendo realizadas diariamente pelas polícias Civil e Militar.

 

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: