Governo de Goiás inaugura Unidade Prisional Especial de Planaltina de Goiás

Ministro Sérgio Moro participou do evento e elogiou o governo de Ronaldo Caiado

O governador Ronaldo Caiado, ao lado do ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, do secretário de Segurança Pública Rodney Miranda, e do diretor-geral de Administração Penitenciária coronel Wellington Urzêda, inaugurou nesta segunda-feira (02/09), a Unidade Prisional Especial de Planaltina de Goiás. Considerada a mais segura do Estado, a penitenciária conta com os mais modernos equipamentos de segurança disponíveis no mercado. “Caiado está de parabéns. É uma unidade já pronta, toda equipada e já com os agentes penitenciários. Está pronta para funcionar tão logo haja a transferência dos presos. O governo de Ronaldo Caiado está na direção certa com a inauguração desse presídio”, reconheceu o ministro Moro.

Seguindo as metas determinadas pelo governador Ronaldo Caiado para o sistema penitenciário de Goiás, a Unidade Prisional Especial de Planaltina cria novas 388 vagas, com total controle do cárcere e oportunidades de ressocialização aos detentos. “Esta é uma penitenciária modelo dentro daquele molde mais atualizado que existe, com total segurança, para que as pessoas não venham daqui de dentro determinar a violência lá fora e, muito menos, a continuidade da prática da criminalidade”, anunciou Caiado.

Para Moro, a obra ilustra a sinergia e a parceria de sucesso consolidada entre o Governo Federal e o Governo de Goiás. O ministro enfatizou que o presídio traz um novo conceito para o sistema carcerário e atende a todos os requisitos para o isolamento de criminosos considerados perigosos. “Uma das formas de neutralizar essas quadrilhas, de dificultar a vida delas, é primeiro uma investigação eficiente e, a partir disso, a prisão de líderes. Esses líderes têm que ser isolados, têm que ser afastados da população carcerária em geral. Seja uma liderança ou um criminoso muito violento, com um histórico de indisciplina. Os próprios estados estão tomando iniciativa e aqui temos uma ação extremamente louvável, uma parceria entre o município, Governo Estadual e Governo Federal”, avaliou.

Ao todo, foram investidos cerca de R$33 milhões em estrutura e aquisição de equipamentos. Além da inauguração do complexo prisional, o governador entregou rádios móveis e portáteis, armamentos, coletes, algemas de transporte e tornozelo; também colchões, lençóis, kits de uniformes e de higiene pessoal para os presos.

Caiado também destacou os avanços de Goiás na repressão ao crime. “Goiás era um dos estados mais violentos, onde criminosos comandavam o tráfico de drogas, assaltos a bancos, entre outros crimes. Era uma situação de perda de esperança de que a segurança um dia pudesse chegar. Mas, felizmente, demos total liberdade para que nossos policiais avançassem contra os criminosos. Nossa forças policiais se juntaram e conseguimos retomar a segurança pública no Estado”.

“Esta será uma unidade padrão de apoio ao trabalho implacável de combate à violência que tem sido feito aqui no Estado de Goiás pelas nossas polícias Civil e Militar. Acredito sinceramente que, a partir dessa unidade, nós viveremos uma nova realidade na Segurança Pública de todo o Estado, porque o que foi feito aqui terá reflexos em toda a nossa população”, ressaltou o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda. Ele destacou ainda as ações integradas das forças policiais goianas que já apresentaram, nos primeiros nove meses de governo, índices históricos de redução da criminalidade.

O vice-governador Lincoln Tejota enalteceu o trabalho desenvolvido pelas polícias Civil e Militar, Agentes Penitenciários e Corpo de Bombeiros no Estado. “Uma resposta como nós demos em 9 meses, isso é para poucos. Todas as expectativas estão em nós. Nunca se cobrou tanto, mas nunca se fez tanto também com tão pouco recurso empregado. Isso demonstra a capacidade desses homens”, ressaltou.

Presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, o desembargador Walter Carlos Lemes anunciou que, nesta terça-feira (03), o órgão vai implementar a 1ª Vara de Combate ao Crime Organizado no Estado de Goiás. Para o governador Ronaldo Caiado, a iniciativa reforça a importância da integração inteligente entre os agentes de segurança do Estado e o Ministério Público, visando um combate mais eficiente ao crime organizado.

A obra teve a gestão da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) e foi realizada por meio de parceria entre Secretaria de Segurança Pública (SSP) e Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP). “Estamos diante de uma obra que vai além de uma estrutura física de ponta. Trata-se de uma unidade de apoio ao trabalho implacável de combate à violência que tem sido realizado em Goiás”, afirmou o secretário Rodney Miranda.

O local segue o modelo padrão estabelecido pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Localizada à Rua Elizio Vaz, a unidade possui uma área total de 45.772 metros quadrados, sendo 6.982 de área construída (equivalente a um campo de futebol). “Para controlar a criminalidade, é preciso ter um controle efetivo do sistema prisional. O governador Ronaldo Caiado tem sido muito firme no sentido de apoiar este trabalho. Mesmo diante das dificuldades financeiras encontradas no início deste ano, o Governo de Goiás tem mostrado que segurança pública é prioridade”, destacou o titular da SSP.

As obras tiveram início em maio de 2017, com investimentos federais de R$ 30,2 milhões, mas foi paralisada por duas vezes, contabilizando 112 dias. De acordo com informações divulgadas na época, a paralisação ocorreu por conta da falta de repasse do percentual de contrapartida do Estado. “Acredito, sinceramente, que, a partir desta unidade, viveremos uma nova realidade em Goiás. O que for feito de positivo aqui deve refletir em todo o Estado”, assegurou Rodney Miranda.

De janeiro a agosto de 2019, o Governo de Goiás conseguiu abrir 1.021 novas vagas no sistema prisional em dez municípios goianos. Vale ressaltar, ainda, que o trabalho realizado na área de Segurança Pública, no que diz respeito ao sistema prisional, vai muito além das estruturas de presídios, uma vez que o governador Ronaldo Caiado determinou que a administração penitenciária crie mecanismos de ações sobre três eixos principais: abertura de vagas, controle da segurança em presídios e ressocialização da população carcerária.

Criminalidade em queda
O secretário Rodney Miranda destacou, ainda, os avanços do combate ao crime no Estado. “Estamos conseguindo índices históricos de redução dos principais crimes monitorados em Goiás. Fechamos os primeiros oito meses de 2019 com quedas em todas as modalidades de roubo, alguns, inclusive, em mais de 50%. Homicídios e outros crimes violentos também têm recuado consideravelmente”, assegurou. “Temos apenas um limite na nossa atuação: o da lei. Por isso, estamos agindo de maneira técnica e responsável para garantir proteção à população”, concluiu.

Participaram da solenidade de inauguração o diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional Fabiano Bordignon; a deputada federal Flávia Morais; o comandante-geral da Polícia Militar coronel Renato Brum; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros coronel Dewislon Adelino Mateus; o delegado-geral da Polícia Civil Odair José Soares; o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transporte (Goianfra) Enio Caiado; o superintendente regional da Polícia Rodoviária Federal inspetor Álvaro de Resende; o prefeito de Planaltina Eles Reis; o vice-prefeito da cidade João Neto; o agente de Segurança Prisional Edson Martins; os secretários de Estado Adriano Rocha Lima (Desenvolvimento e Inovação) e Valéria Torres (Comunicação); o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal Anderson Torres; os deputados estaduais delegado Humberto Teófilo, delegado Eduardo Prado e Wagner Neto; o promotor de Justiça Rafael Simonetti, representando o Ministério Público de Goiás; além de vereadores e autoridades de Planaltina.

 

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: