Goiás Contra Coronavírus: SSP apresenta ações da pasta na live da TBC

Secretário Rodney Miranda comentou sobre operações recentes, desafio no combate ao coronavírus e sobre aumento recorrente da produtividade das forças

O secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, foi o convidado para a live do programa #Goiáscontracoronavírus, da TV Brasil Central, desta sexta-feira (15/5), para comentar sobre o trabalho que vem sendo conduzido pela pasta nos últimos meses. Transmitido por redes sociais e emissoras de TV e rádio, o chefe da Segurança também comentou sobre operações recentes, o aumento recorrente da produtividade das forças e o desafio no combate ao coronavírus.

De início, Rodney abordou as ações realizadas no combate a criminalidade. Ele mostrou que os trabalhos continuam em ritmo intenso, mesmo com a Pandemia de Covid-19. “Temos colhido bons números na redução de crimes violentos e, na questão do combate ao coronavírus, temos atuado na linha de frente, assumindo e garantindo desde primeiro momento a segurança dos cidadãos, coibindo abusos que pudessem estar ocorrendo”, disse.

O secretário também lembrou que as forças da Segurança trabalharam de forma rápida, segura e pioneira no país. “vacinamos nossos agentes contra H1N1, os protegemos com equipamentos de proteção e, como resultado, seguimos como um dos Estados com menos agentes infectados”, frisou.

Em relação a operações realizadas, o apresentador Daniel de Paula relembrou as mais recente, Operação Backdoor I e II, deflagradas nesta semana pela Polícia Civil, por meio do Grupo Especial de Combate à Corrupção (Geccor), que cumpriu 53 mandados de busca e apreensão contra de 25 pessoas físicas e 27 pessoas jurídicas em 10 cidades goianas e São Paulo, SP.

“Essa foi a quarta operação relativa ao combate contra corrupção realizada no Ipasgo. É importante puxarmos pela memória, e lembrar que recebemos um Ipasgo quebrado, com prejuízo […] e, agora, com o trabalho do grupo de combate a corrupção, criado no governo do Ronaldo Caiado, conseguimos bloquear mais de R$ 80 milhões em desvios, que podem, ainda, segundo avaliação dos delegados, passar da casa de 1 R$ bilhão”, contou Rodney Miranda, completando que são cerca de 20 operações contra a corrupção sendo realizados em todo Estado. “Este trabalho é um dos eixos mais importantes da gestão Ronaldo Caiado”.

Ao resgatar o assunto da pandemia de coronavírus durante a live, o secretário reforçou que as forças de Segurança não saíram “um milímetro” do seu trabalho normal, apesar das “adaptações” feitas para combater o vírus. “Estamos ajudando as prefeitos na questão do isolamento social sem deixar o nosso dever constitucional”, garantiu.

Além do trabalho que está sendo feito pela polícia e bombeiros nas 246 cidades de Goiás, o chefe da pasta de Segurança lembrou que a população precisa fazer sua parte. “Precisamos pensar nos entes queridos, nos amigos, todos a nossa volta, por que a única coisa que não podemos mudar é a morte, a recessão da economia é gravíssima, mas o mundo todo está passando por isso, e vamos passar e recuperar, porém as pessoas que se foram não voltam”, lamentou.

Rodney Miranda também ratificou que a ciência e os profissionais de saúde são que definem o que deve ser feito neste momento. “No mundo todo eles dizem que ‘ou fecha ou explode [casos coronavirus]’. Não podemos pagar pra ver, o preço é muito caro”.

Na reta final da entrevista, o secretário de Segurança enumerou mais ações feitas pela pasta no combate a Covid-19, como o apoio aos programas da OVG, onde policiais e bombeiros voluntariamente ajudam levando cestas básicas de alimentos de casa em casa. Além das unidades prisionais que produziram mais de 213 mil máscaras de proteção e o trabalho da Polícia Técnico-Científica que está ajudando, também voluntariamente, a consertar respiradores, por meio do Projeto Pneuma, da UFG.

Confira o vídeo na íntegra clicando aqui

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: