PC investiga Prefeitura de Firminópolis por compra de carnes para a merenda escolar durante a pandemia

Valores gastos com alimentos ultrapassam R$ 269 mil apenas neste ano de 2020. Suspeita é de que servidores do município se beneficiavam com os produtos, para consumo próprio

A Polícia Civil de Goiás investiga a compra de R$ 269 mil em carnes, pela Prefeitura Municipal de Firminópolis. Segundo a apuração, os alimentos seriam destinados à merenda escolar, mesmo com as aulas suspensas por conta da pandemia de Covid-19. Nesta terça-feira (17/11), dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos na cidade, durante a Operação Novilho de Ouro.

Segundo o delegado Tiago Junqueira, a investigação teve início após o recebimento de diversas denúncias, informando sobre as compras de grande quantidade de carnes, pela administração municipal. Os itens eram adquiridos de um açougue local, que também é investigado. Somente neste ano de 2020, foram gastos R$ 269.267,00 com o alimento. Ainda de acordo com o delegado, os documentos fiscais mostraram que as compras seriam destinadas a merenda de escolas, que seguem fechadas por conta da pandemia.

Por meio da apuração, a polícia descobriu ainda uma aquisição de carne para uma confraternização entre servidores. Para o evento, que contaria com a participação de aproximadamente 60 pessoas, foram comprados cerca de 163 quilos do alimento. A suspeita é de que os funcionários levariam as carnes custeadas pela Prefeitura para suas próprias casas.

Durante as diligências realizadas, o dono do açougue, onde eram comprados os alimentos, foi preso em flagrante, por posse irregular de arma de fogo. Na casa dele, os policiais encontraram duas armas e munições. As investigações, feitas pelas Delegacias de Polícia de Firminópolis e São Luís de Montes Belos, deverão continuar, para apurar a existência de crimes de dispensa indevida de licitação, contra a administração pública e de ordem fiscal.

Secretaria de Segurança Pública (SSP) – Governo de Goiás

Compartilhar:

Pular para o conteúdo