Operação Incendiários: PC prende oito pessoas suspeitas de homicídios na região metropolitana

Apuração aponta que indivíduos eram vinculados a uma facção e que praticavam os crimes em disputadas relacionadas ao tráfico de drogas.

A Polícia Civil de Goiás cumpriu mandados de prisão contra oito pessoas, nesta terça-feira (27), suspeitas de integrarem um grupo criminoso envolvido em ao menos quatro homicídios na região metropolitana da capital. Os crimes teriam sido praticados entre outubro de 2020 e março de 2021, em disputadas relacionadas ao tráfico de drogas. As detenções foram realizadas durante a Operação Incendiários.

A apuração teve início há sete meses, após o registro do primeiro assassinato, na região norte de Goiânia. De acordo com o delegado Francisco Costa, o grupo seria vinculado a uma grande facção criminosa, de âmbito nacional. “Através da investigação identificamos na região um grupo criminoso, que se identificava como Tropa do Baiano. A atuação deles era na região do Orlando de Morais e no Antônio Carlos Pires”, informou.

Os suspeitos detidos eram líderes da associação criminosa, voltada ao tráfico de drogas. Os policiais descobriram que os crimes eram ordenados contra pessoas que, de alguma forma, atrapalhavam as atividades ilícitas. “Uma das vítimas possuía uma dívida de R$ 20,00. Outra eles acreditavam que estaria os delatando para a polícia. Outro era um rival que vendia droga e estaria atrapalhando o negócio deles. A última seria uma própria integrante do grupo, sendo que eles tiveram uma desavença relacionada a dinheiro”, destacou o delegado.

Segundo a investigação, os assassinatos eram praticados com requintes de crueldade. Após os crimes, os suspeitos ainda carbonizavam o corpo dos alvos. “Eles atraíam a vítima até a casa de um dos investigados. Quando a vítima chegava lá, eles, covardemente a agrediam com marretadas e facadas até a morte. Assim que elas morriam, o corpo era colocado no veículo do investigado, eles levavam para um local ermo, jogavam gasolina e ateavam fogo”, pontuou.

Durante as diligências, foram apreendidas também duas armas de fogo, quantia em dinheiro e porções de maconha, crack e cocaína. “A investigação procede para identificar outras pessoas”, ressaltou o delegado. A Operação Incendiários foi deflagrada de forma conjunta entre equipes da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) e do Grupo de Investigação de Homicídios de Trindade (GIH).

Secretaria de Segurança Pública – Governo de Goiás

Compartilhar:
Pular para o conteúdo