Galeria de FotosNotícias da SSPÚltimo Segundo

Operação Gemini: PC prende 12 pessoas suspeitas de furtos e explosões de caixas eletrônicos

Ouvir o texto deste post Parar ou pausar Continuar

Apuração aponta que os indivíduos faziam parte de uma organização criminosa, especializada no arrombamento de agências bancárias. Grupo já era investigado por crimes em Carmo do Rio Verde e Firminópolis.

A Polícia Civil de Goiás prendeu 12 pessoas, suspeitas de integrarem uma organização criminosa, especializada na explosão de caixas eletrônicos. As detenções fazem parte da Operação Gemini, deflagrada na última semana pelo Grupo Antirroubo a Bancos (GAB) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC). Ao todo, foram cumpridas sete prisões temporárias e cinco prisões em flagrante, já convertidas em preventivas pelo Poder Judiciário.

Segundo a apuração, a quadrilha seria responsável pelo furto e explosão das agências bancárias de Carmo do Rio Verde e Firminópolis, em março e abril deste ano, respectivamente. Na ocasião, foram apreendidas cinco armas de fogo, veículos e apetrechos usados nos arrombamentos. “Nessa situação específica de Carmo do Rio Verde, dois autores vieram a óbito em confronto com a Polícia Militar e um deles evadiu. Nossas investigações chegaram até essa pessoa que evadiu e passamos a monitorá-la”, informou o delegado Fabrício Flávio Rodrigues.

Durante o trabalho investigativo, os policiais descobriram a existência de uma organização criminosa, que era comandada por dois irmãos gêmeos, de 23 anos. Eles seriam os principais articuladores e executores dos crimes, com uso de explosivos. “As investigações avançaram e descobrimos que esse grupo tinha outras pessoas que auxiliavam, razão pela qual foi representada pela prisão temporária de sete dos principais suspeitos, deferida pelo Poder Judiciário”, explicou.

Além das detenções, foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão em Goiânia, Rialma, Ceres, Alexânia, Padre Bernardo e no Distrito Federal. As diligências resultaram na apreensão de 2,5 quilos de maconha e uma arma de fogo. “Esperamos, nos próximos dias, concluir as investigações e com o indiciamento de todos os envolvidos”, ressaltou o delegado. Os indivíduos deverão responder pelos crimes de furto com utilização de explosivo, associação criminosa armada, tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de arma de fogo.

Secretaria de Estado da Segurança Pública – Governo de Goiás

Botão Voltar ao topo
Pular para o conteúdo

AdBlock detectado!

Nosso site exibe alguns serviços importante para você usuário, por favor, desative o seu AdBlock para podermos continuar e oferecer um serviço de qualidade!