Policial Civil desarticula facção criminosa que agia na Região Oeste de Goiânia

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Homicídios (DIH), apresentou, nesta sexta-feira (22/07), mais quatro membros de uma facção criminosa responsável por homicídios que aterrorizavam a Região Oeste de Goiânia. Esta é a terceira fase da Operação West Side, que já realizou a prisão de 18 indivíduos que teriam cometido crimes como homicídios, tráfico de drogas e roubos. Eles são peças de um complexo quebra-cabeça que resultou na captura de todos os líderes deste grupo criminoso que agia no Jardim do Cerrado e bairros adjacentes.

De acordo com delegado-adjunto da DIH, Rilmo Braga, estas ações da Polícia Civil, em conjunto com a Polícia Militar, resultaram na pacificação da região e na sensação de segurança por parte dos moradores. “Houve uma redução sensível nos homicídios na região, o que atesta a atuação do serviço de inteligência e o trabalho das forças policias”, afirma.

Foram apresentados nesta sexta-feira os irmãos Jhonatam Cardoso, de 18 anos, e Vinícius Cardoso, 22, suspeitos de terem assassinado Izabela Ferreira, no Bairro Goiá, em 12 de junho. O crime teve contornos de crueldade. “Ela foi apunhalada com dez facadas. Temos informações que os irmãos, embora tivessem uma arma, preferiram matar a Izabela com facadas”, reforça Rilmo.

Outros dois indivíduos, Willian Braz, 25, e Diogo Weniskley, de 33, são suspeitos do homicídio de Watyla Cabral, morto com um tiro na cabeça, em 20 de fevereiro, no bairro São Francisco. A característica comum a estes crimes: cobrança de dívidas relacionadas ao tráfico de drogas.

Embora os quatro criminosos não tenham, supostamente, uma ligação entre si, eles respondem ao mesmo comando, formado por Leandro Gonçalves, 24; Eduardo Gomes da Silva, 37; e Fernando Alves, 36. Todos eles já cumprem penas, por outros crimes, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Ainda que já estejam presos, também foram cumpridos mandados de prisão contra o trio por envolvimento nos homicídios.

Histórico

A Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) desarticulou, neste ano, facções criminosas que provocavam terror e pânico junto à comunidade dos bairros Jardim do Cerrado I, II, III, IV e VII e de setores próximos, todos na Região Oeste de Goiânia.

Na primeira fase, no dia 8 de abril, foram presos Guilherme de Faria, 20, suspeito de matar Alexandre Makenzie Leiriane, no Setor Parque São Francisco; e também João Paulo Borges, 37; Fagner William, de 30; e Vantuir Alves, 31: todos com uma vasta ficha criminal e de delitos cometidos na Região Oeste.

Na segunda fase, Weinis Carlos de Almeida, 22, com passagem por roubos e acusado por homicídios cometidos na região foi preso, em 25 de maio. Fagner Wilian Cipriano, de 29 anos, Vantuir Alves Caixeta, 39, Guilherme de Faria Silva, 20, e João Paulo Borges Farias, 31, foram os outros presos nesta fase da operação.

Desde o êxito obtido nestas ações policiais, diversas intervenções foram realizadas na região para evitar que qualquer criminoso possa buscar a liderança no tráfico na extensão oeste da capital. O delegado confirma a realização de novas operações na região.

FOTOS: JOTA EURÍPEDES

Comunicação Setorial
Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP)
(62) 3201-1004, 3201-1055

 

 

Compartilhar: