Polícia Civil desarticula organização criminosa  responsável por roubo e adulteração de veículos

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DERFRVA), deflagrou nesta quarta-feira (05/10), a “Operação Nivis” com objetivo de desarticular uma organização criminosa responsável por roubo de carros e falsificação de documentos. Com a ação, 15 pessoas foram presas e cumpridos 19 mandados de busca e apreensão e duas conduções coercitivas em Goiânia, Itaberaí e em Barra do Garças, no Mato Grosso.

Segundo o delegado João Victor Costa, responsável pelas investigações, esse era um grupo totalmente hierarquizado, com funções definidas para cada integrante. “Havia responsáveis pelos roubos, outros pelas adulterações e falsificações. Enfim, eles mantinham sob controle desde o roubo até a venda do produto”, explicou.

Para a execução das diligências, mais de 120 policiais participaram da ação. A DERFRVA recebeu o apoio de equipes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), Delegacia Estadual de Repressão a Roubo de Cargas (Decar), Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o consumidor (Decon) e Delegacia Estadual de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Draco).

Segundo dados da PC, as equipes prenderam vários veículos, arma e munições. João Victor afirma, ainda, que além de roubo de carros, a organização cometia outros crimes como roubo de cargas e adulteração de chassi. “Eles são suspeitos de praticar crimes de falsidade ideológica, extorsão, além de outros delitos que ainda estão sendo levantados”, salientou. “Recuperamos veículos e acreditamos que iremos evitar o roubo de vários outros”, disse o delegado.

Pacto Interestadual de Segurança Pública

A ação, em parceria com a Polícia Civil do MT, é resultado do Pacto Interestadual de Segurança Pública Integrado. Dirigido pelo vice-governador José Eliton, a união engloba 10 Unidades da Federação e tem como meta realizar esforços conjuntos em operações policiais e cruzamento de dados dos serviços de inteligência.

O foco é o combate ao crime organizado, principalmente desarticular quadrilhas especializadas no tráfico de drogas e armas, roubos de veículos, de cargas e assaltos a instituições financeiras. Além de Goiás, integram o pacto os estados do Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Maranhão, Distrito Federal, Minas Gerais, Bahia e Amazonas.

FOTOS: COMUNICAÇÃO POLÍCIA CIVIL

Comunicação Setorial
Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP)
62 3201-1004 / 1055

Compartilhar: