Força-tarefa da PM elucida latrocínio contra dois idosos em Pires do Rio

fdf
Equipes da Polícia Militar de Catalão e Pires do Rio elucidaram na tarde de terça-feira (09/08) caso de latrocínio (roubo seguido de morte) de grande repercussão, um dia após o crime. Um dos suspeitos está detido na delegacia do município e auxilia a Polícia Civil nas investigações. Durante a ação criminosa em uma fazenda na região, dois idosos morreram e um terceiro ficou ferido.

De acordo com o comandante do 9º Comando Regional de Polícia Militar (CRPM), de Catalão, coronel Sérgio Ricardo Caetano, ao menos oito suspeitos teriam participações direta e indireta no assassinato. “Além dos três criminosos que foram até a fazenda dos idosos, outras pessoas serão responsabilizadas pelo empréstimo da arma utilizada no duplo latrocínio, e de veículos utilizados durante a fuga, por exemplo”, disse ao relatar que um dos carros foi abandonado em uma rodovia após uma falha mecânica (foto).

Segundo a PMGO, os envolvidos no caso já foram identificados. João de Melo Santos (foto) é acusado te der disparado contra os idosos mortos. Ele, que já responde por crimes como receptação, furto, roubo e assassinato, está foragido. Os outros dois suspeitos, supostamente oriundos de Goiânia e residentes em Pires do Rio, também têm passagens pela polícia.

Matheus Gomes Soares (conhecido como Canela), dono do revólver calibre 38 usado no assalto, permanece detido. De acordo com o comandante Caetano, as forças policiais aguardam os mandados de prisão do restante dos envolvidos.

Motivação

Ainda de acordo com o coronel Caetano, há informações de que os idosos mantinham dinheiro e armas em casa, o que teria chamado a atenção dos criminosos. “Durante negociação de gado, um dos moradores teria afirmado ao vendedor que pagaria com dinheiro guardado na fazenda. Questionado sobre os riscos, ele teria acrescentado que não havia problemas, já que dispunham de armas”, relatou o comandante ao informar, ainda, que não há pistas de como a notícia teria chegado ao grupo.

Na fazenda moravam seis irmãos (três homens e três mulheres) com idades entre 65 e 80 anos. Após a abordagem dos criminosos, um dos idosos teria reagido com o uso de uma pistola 765. Diante do revide, João de Melo Santos, que segundo informações da polícia está em liberdade há poucos dias, teria efetuado os disparos. Dois idosos morreram – de 71 e 80 anos –, e um terceiro, de 70 anos ficou ferido e não corre risco de morte. De acordo com a polícia, os bandidos fugiram com a pistola e uma espingarda.

FOTOS: PMGO

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária
(62) 3201-1004 / 1055

 

Compartilhar: