Em menos de uma hora após o crime, GRAer prende seis por assalto a loteria

O Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAer) da Polícia Militar prendeu, nesta terça-feira (21/06), seis suspeitos de terem assaltado uma casa lotérica em Nova Veneza, distante 50 quilômetros da Capital. As prisões foram efetuadas menos de uma hora após o crime. Com eles, foram encontrados quase R$ 4 mil em espécie e duas armas de fogo.

Rafael Edeilson, 23 anos, Leonardo Barbosa, 26, Thiago André de Oliveira, 24, e Ennos Pereira, 27, foram detidos no Setor Urias Magalhães, em Goiânia, quando ainda empreendiam fuga. Pouco depois, policiais do GRAer encontraram outros dois envolvidos no crime: Raphael Gerk, 29, e João Leandro Moreira, 24. Estes dois últimos foram detidos no Setor Bueno, na Capital.

Segundo o comandante do GRAer, capitão Pedro Henrique Batista, foram encontrados, na casa de um dos suspeitos, cartões de crédito falsificados e outros indícios que podem incriminá-los por possível participação em crimes cometidos pela internet. Parte dos suspeitos tem passagens por diversos crimes, como roubos, lesão corporal e adulteração de veículos.

As prisões realizadas nesta terça-feira foram efetuadas pelas viaturas terrestres do Grupo de Radiopatrulha Aérea, que auxiliam as operações executadas pelas aeronaves do GRAer e reforçam a agilidade e a rapidez que já marcaram positivamente o trabalho dos policiais militares que integram esta força especializada. Vale ressaltar que as prisões efetuadas nesta terça-feira reforçam a política de agilidade no atendimento de ocorrência adotada pelo GRAer.

Referência

Grupo de Radiopatrulha Aérea é uma unidade operacional especializada da Polícia Militar. Entre suas atribuições, está o radiopatrulhamento aéreo em apoio aos diversos segmentos e atividades executadas pela PM no combate à criminalidade.

Somente neste ano, a unidade foi responsável pela desarticulação e prisão de dezenas de associações criminosas que atuavam nas mais diversas esferas criminais. “Intensificamos cada vez mais nossas ações. Adotamos estratégias eficazes e elas têm sido fundamentais para o sucesso de nossas ações”, explica o capitão Pedro Henrique Batista. “Vamos continuar tirando os criminosos das ruas”, garante.

Em março deste ano, o GRAer prendeu, em flagrante, um estudante de direito, de 23 anos, com um verdadeiro arsenal dentro de casa. Foram encontrados munições e equipamentos de segurança de uso restrito. Ele foi preso em seu apartamento, no Setor Oeste, em Goiânia, após investigações do serviço de inteligência da PM.

Homens do Grupo de Radiopatrulha Aérea também prenderam três suspeitos pela morte da dona de casa Lailma da Silva Vieira, de 58 anos, atingida por uma bala perdida próximo a um ponto de ônibus na Vila Mutirão.

Em abril, a unidade desarticulou associação criminosa especializada em roubo de veículos. Cinco pessoas foram detidas. Nesta ação, o GRAer recuperou dois carros que haviam sido roubados 24 horas antes. Os policiais também apreenderam armas, telefones celulares e dinheiro em espécie. Os criminosos agiam na Região Metropolitana.

Tráfico de drogas

O Grupo de Radiopatrulha Aérea também tem combatido, diariamente, o tráfico de drogas. No início deste mês, prendeu dois suspeitos de envolvimento com esse tipo de crime. Eles estavam no Setor Faiçalville, em Goiânia, onde foram encontradas balanças de precisão e cocaína. Também apreenderam ácido bórico e dinheiro em espécie. Há poucos dias, o GRAer estourou um laboratório de drogas no Jardim Novo Mundo, também na Capital, onde encontraram 20 quilos de cocaína pronta para o consumo e comércio, além de insumos, uma metralhadora, pistolas de calibre restrito e outras armas, munição e R$ 50 mil em espécie.

Em abril, a unidade participou de operação conjunta que resultou na prisão de oito pessoas envolvidas em diversas modalidades de crime. Um deles, Salvador Spíndola Antunes, de 28 anos, já foi considerado o maior traficante de entorpecentes de Goiás.

O GRAer também tem atuado em conjunto com outras forças da PM e com grupos da Polícia Civil. Tanto que, ainda em junho, participou da operação que resultou na prisão de suspeitos de integrarem associação criminosa responsável por oito roubos a agências bancárias cometidos em Goiânia. A desarticulação foi fruto de ação conjunta entre a Polícia Militar – por meio do GRAer e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) -, com o Grupo Antirroubo a Bancos (GAB), da Polícia Civil.

FOTOS: COMUNICAÇÃO SOCIAL PM5

Comunicação Social PM5
Comunicação Setorial
Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP)
(62) 3201-1004, 3201-1055

Compartilhar: